MUSEU DE ARQUEOLOGIA D. DIOGO DE SOUSA

Horário funcionamento: sex.10h00 às 22h00 | sáb.10h00 às 01h00 | dom.10h00h às 17h30

08, 09 e 10 set

ESPAÇO FAMÍLIAS

Espaço em branco dedicado às famílias, onde estas vão poder dar cor àquilo que lá encontrarem.


08 set 10h30 

À DESCOBERTA DO DESENHO TÉCNICO

Visita temática

Público-alvo: Jovens e adultos

Inscrições: limitadas à lotação e feitas por ordem de chegada no dia da ação | Lotação: 15 pessoas | Duração: 90’


08 set 15h00 

A BIBLIOTECA DO MUSEU EM DIÁLOGO COM AS COLEÇÕES

Visita temática

Público-alvo: Jovens e adultos

Inscrições: limitadas à lotação e feitas por ordem de chegada no dia da ação | Lotação: 15 pessoas | Duração: 90’


08 set 19h00 | 09 set 21h00 | 10 set 15h00 

AS COLEÇÕES DO MUSEU

Visita guiada

Público-alvo: Jovens e adultos

Inscrições: limitadas à lotação e feitas por ordem de chegada no dia da ação | Lotação: 30 pessoas | Duração: 90’


09 set 10h30 

A DOAÇÃO BÜHLER-BROCKHAUS

Visita temática

Público-alvo: Jovens e adultos

Inscrições: limitadas à lotação e feitas por ordem de chegada no dia da ação | Lotação: 30 pessoas | Duração: 90’


09 set 15h00 

INVESTIGAÇÃO NO MUSEU

Visita temática

Público-alvo: Jovens e adultos

Inscrições: limitadas à lotação e feitas por ordem de chegada no dia da ação | Lotação: 15 pessoas | Duração: 90’


08 set 18h00 | 09 set 15h00 e 18h00 | 10 set 15h00

BRANCO PEDAÇO DE PAPEL | TIN.BRA

Instalação / Performance

O branco é vazio pedaço de papel que aguarda o beijo da tinta. Se branco é vazio, a noite é branca de luz, é apenas tinta que não encontrou o papel.

A luz é branca quando tem em si todas as cores. Então branco não é vazio, é cheio de todas as cores da luz. E se a Noite é Branca, então é pedaço de papel cheio de luz.

Nuno Júdice escreve o poema “Branco”, dedica-o a Eugénio de Andrade. Samanta Figueiredo e Ana Montalvão, com a assinatura Tin.Bra, dão-lhe movimento, numa cumplicidade entre corpo e palavra, entre luz e pedaço de papel.

Duração: 120’


09 set 17h30

ORQUESTRA DE CORDOFONES TRADICIONAIS DE BRAGA (PT)

Música

A Orquestra de Cordofones Tradicionais de Braga foi criada para a valorização dos cordofones tradicionais, bem como do reportório tradicional para juntar os músicos que tocam estes instrumentos em concertos e diferentes espetáculos promovendo-os junto da população. Na Noite Branca, esta Orquestra ganhará palco, onde estes instrumentos tradicionais se vão destacar, quer como instrumentos solistas, quer como instrumentos de acompanhamento num concerto onde as tradições serão valorizadas.

Partilhar :