MOSTEIRO DE TIBÃES

Horário funcionamento : sex.10h00 às 18h00 | sáb.10h00 às 18h00 | dom.08h00 às 19h00

09 set 15h00 | 10 set 11h00

VISITA GUIADA AO MOSTEIRO

Inscrições: msmtibaes@culturanorte.gov.pt ou 253 622 670 | Lotação: 25 pessoas


10 set 08h00

DESPERTAR EM TIBÃES

Pequeno-almoço

As portas abrem-se para um delicioso e requintado pequeno-almoço, repleto de opções tentadoras para satisfazer todos os gostos e despertar os sentidos, onde o prazer gastronómico e a história se unem harmoniosamente. Um começo de dia verdadeiramente memorável, repleto de sabores, aromas e momentos de deleite para rejuvenescer para o último dia da Noite Branca.

Incrições: 919 241 991 / cristiana.duarte@sentidoabsoluto.pt

Inclui: café, descafeinado, cappuccino, chá, sumo sem gás, limonada, água, espetadas de fruta, pãezinhos com queijo e fiambre, mini croissants, mini pastelaria, bacon, ovos mexidos, mini salsichas, panquecas, copinhos de iogurte natural com compota de abóbora e muesli e tábua 4 queijos.

Esta atividade é realizada em parceria com a Empresa Sentido Absoluto e tem um custo de 15 euros por pessoa.


10 set 18h00

QUADROS SONOROS | ORQUESTRA DE CORDAS DEDILHADAS DO MINHO

Música

A Orquestra de Cordas Dedilhadas do Minho desenvolveu um programa exclusivo para a Noite Branca, tendo em consideração a atmosfera única proporcionada pelo Mosteiro de Tibães. Neste espaço icónico, o público é convidado a refletir e cultivar o espírito crítico, enriquecendo a sua experiência cultural através da imersão pelas linhas arquitectónicas e acústicas que a natureza deste icónico espaço proporciona e que estabelece uma simbiose perfeita entre a fruição do som e da coloratura tímbrica.
Este concerto destaca o trabalho de divulgação dos cordofones, combinando-os com o cruzamento da pintura evocativa e sonora. Estes instrumentos musicais são representativos das tradições musicais nacionais, e mais especificamente desta região, e que a reconhecida qualidade da programação cultural deste ensemble contribui para fomentar laços de proximidade com as diversas estruturas e instituições locais e nacionais, da mesma forma que potencia o reconhecimento dos recursos patrimoniais, materiais e imateriais, existentes.

Programa
Carlos Paredes (1925 – 2004) Canções Portuguesas: Sede e Morte | Verdes Anos
H. Villa-Lobos (1887 – 1959) Quarteto de Cordas Nº 1: Melancolia | Brincadeira
Duarte Costa (1921 – 2004) Festa Portuguesa | Solista: Aires Pinheiro
Roland Dyens (1955 – 2016) Austin Tango
A. Piazzolla (1921 – 1992) Libertango

Partilhar :