A carregar Eventos

« Todos os Eventos

  • Este evento já decorreu.

GNRATION

Setembro 2 @ 8:00 am Setembro 4 @ 5:00 pm

HORMIGA-PÁJARO | Gustavo Ciríaco (br)

Praça

Instalação

Concebido pelo artista e coreógrafo brasileiro Gustavo Ciríaco, Hormiga-Pájaro integra Cobertos pelo céu, uma coleção de performances e instalações interativas centrada na relação entre paisagem e arte criadas a partir de experiências marcantes de paisagem vividas por artistas. O projeto acontece impulsionado pela curiosidade em discutir como criação de espaço e experiência de paisagem cruzam-se na assinatura poética de artistas singulares do Reino Unido, Alemanha, Portugal, Brasil, Argentina e Chile nas áreas da música, dança, fotografia, escultura, pintura e performance.


CARVA LAVRA | Gil Delindro (pt)

Galeria gnration

Exposição

A natureza não responde, reza, ou julga, é antes uma ação constante, sem piedade, justiça ou compaixão. Um jogo de força entre matérias, organismos e elementos vulneráveis, onde os valores e conceitos humanos não têm qualquer significado. Carva Lavra é um projeto de captação sonora na Serra do Gerês, um lugar geográfico de particular relevância na obra de Gil Delindro, sendo precisamente nas montanhas graníticas da região que, em 2012, desenvolveu o seu primeiro projeto de trabalho de campo (Bruta Gruta).  Esta exposição reúne frequências e materiais locais captados durante o Inverno de 2021/2022 no Pico do Pé de Cabril (Campo do Gerês). Obras que se constroem a partir de uma troca física entre Som e matéria. O som deixa de ocupar um lugar musical invisível e imaterial, para aqui ser utilizado como um agente efémero que molda, altera e compõe a materialidade. Tratam-se obras vulneráveis, frágeis e transientes, que vivem em constante reação, numa tentativa modesta de usar a paisagem como força viva. 

Gil Delindro é um artista sonoro e visual português com reconhecimento internacional pela pesquisa ambiental site-specific que desenvolve, nomeadamente em lugares e paisagens desafiadoras, em comunidades isoladas, muitas vezes sujeito a condições geológicos e climatéricas extremas. Entre eles incluem-se lugares no Deserto do Saara, em florestas tropicais do Brasil, na Sibéria, no Glaciar do Rhone, nos vulcões de Aurvergne ou em aldeias remotas do Vietname. A sua prática artística baseia-se numa pesquisa que explora ligações entre ecologia, geologia, antropologia e acústica. As suas peças traduzem em esculturas sonoras, estados efémeros da matéria orgânica e detritos geológicos. Estas esculturas sonoras transportam em si os efeitos imprevisíveis do tempo, clima, erosão e condições atmosféricas externas, em contraponto com dispositivos acústicos fabricados. O trabalho de Gil Delindro tem sido exibido na Europa, América do Norte e do Sul e Ásia, com prémios e bolsas por diversas instituições de referência.


FUMO NINJA (pt)

3 de set 17h30h | Pátio Exterior 

Música

Dedicados à exploração da pop por meios não ortodoxos como o jazz, Fumo Ninja são uma nova banda portuguesa que reúne quatro dos mais singulares nomes da música moderna feita em Portugal: o guitarrista Norberto Lobo, a voz de Leonor Arnaut, o baterista Ricardo Martins, e a pianista Raquel Pimpão, nas teclas. Lançado pela editora vimaranense Revolve, Olhos de Cetim é o disco de estreia do grupo e é já considerado como um dos melhores discos da música portuguesa para este ano.


BED LEGS (pt)

3 set 18h30 | Blackbox 

Música

Fernando Fernandes, na voz, Tiago Calçada, na guitarra, Hélder Azevedo, no baixo, David Costa, na bateria, e Leandro Araújo, nas teclas, compõem Bed Legs, uma locomotiva sonora de rock e blues com referências às criações da década de 70. Após um interregno de mais de dois anos, fruto do contexto pandémico, a banda de Braga regressa aos palcos com um concerto no gnration e que promete ser especial.


LABORATÓRIOS DE VERÃO 2022

HAARVÖL + LUÍS RIBEIRO 

02 set. 21h30 | Sala de formações

Performance/Música

Haarvöl, coletivo de música experimental e eletrónica composto por Fernando José Pereira e João Faria, protagonizam uma ativação da peça criada por Luís Ribeiro e desenvolvida no âmbito do programa de apoio à criação artística do gnration, Laboratórios de Verão.


JOSÉ DIOGO MARTINS + MANÉ FERNANDES 

02 set. 22h30 | Blackbox

Música

José Diogo Martins (sintetizadores) e Mané Fernandes (guitarra elétrica e MPC) é um duo que tem como fundamento a exploração do ritmo como veículo expressivo e modulador de perceção. Nesta residência e performance, os músicos trabalham o conceito de swing proposto por Malcolm Braff na ‘Teoria Geral do Ritmo’. Esta performance marcará a abertura da programação do Pós-Laboratórios de Verão (2 set), mostra dos projetos vencedores do programa de apoio à criação artística local Laboratórios de Verão.


ENTRE O CÉU E O MAR TEREMOS SEMPRE A MONTANHA | Luís Ribeiro 

Sala de Formações

Instalação

Entre o céu e o mar teremos sempre a montanha é uma instalação que reúne imagens vídeo captadas no Bom Jesus (Braga) e na Penha (Guimarães). Este projeto olha para as duas montanhas e as fronteiras que separam as cidades de Braga e Guimarães, e pergunta como seria a vida dos cidadãos se, de repente, as montanhas desaparecessem. No dia de apresentação, os artistas sonoros Haarvöl farão uma performance musical, funcionando como banda sonora experimental tocada ao vivo.


OVERGROWN | Miguel Teodoro 

Sala de reunião 2º Piso

Instalação

Overgrown resulta de uma investigação artística que olha a cidade de Braga como um corpo, estabelecendo metáforas entre metabolismos urbanos e as realidades ecológicas contemporâneas da cidade. O projeto parte do encontro e da análise do exemplar de 1497 do livro “Hortus Sanitatis”, presente na Biblioteca Pública de Braga, que é a primeira enciclopédia de história natural e um dos primeiros livros impressos, ilustrados sobre o tema.


NATURE IS INFINITE AND MAYBE WE ARE TOO | Ana Carvalho dos Santos

Sala de conferências

Instalação

Nature is infinite and maybe we are too é uma instalação audiovisual que explora as relações simbióticas entre a natureza, o ser humano e a tecnologia, através da criação de um espaço meditativo que promova a consciência ecológica.

A instalação tem como base a manipulação de processos sonoros e visuais cíclicos e infinitos, inspirados nos mesmos tipos de processos que a natureza apresenta. Através de um processo experimental e experiencial na captação de vídeo e som, serão observados e documentados mecanismos cíclicos da Natureza que depois serão implementados na criação artística de uma instalação audiovisual.

GNRATION

Praça Conde de Agrolongo
Braga, 4700-312 Portugal
+ Mapa do Google